Suécia - THE NATURAL STEP WHH

País
Suécia (país de origem). Atualmente presente em 12 países.

O que é
Um guia com condições fundamentais para uma sociedade sustentável, construídas a partir de um consenso de cientistas, e com uma metodologia para o planejamento de negócios/tomada de decisões. É destinado a empresas, organizações e pessoas que desejam contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade.

Origem
Em uma tentativa de oferecer uma ferramenta prática para orientação de decisões em termos de sustentabilidade, The Natural Step (TNS®) foi criado na Suécia em 1989 por um médico oncologista, Karl-Henrik Robert, em resposta às crescentes preocupações com problemas de saúde pública decorrentes do aumento de toxinas no ambiente, das práticas atuais de utilização de recursos naturais e da necessidade de medidas efetivas e de consenso geral para alcance da sustentabilidade.

A estrutura do TNS baseia-se fundamentalmente em uma avaliação sistêmica da atual dinâmica econômica, social e ecológica, e na definição de sucesso baseada em uma sociedade sustentável.

Com um grupo de 50 cientistas, na época, o Dr. Robert desenvolveu um consenso, científico, ecológico e social (baseado nas funções da biosfera e em como a sociedade influencia sistemas naturais e em como os seres humanos estão ameaçando as funções naturais), e descreveu possibilidades de se mudarem estas tendências de forma sustentável. Unindo-se as idéias do documento de consenso com as quatro condições essenciais, então definidas para se alcançar a sustentabilidade, formouse a estrutura do The Natural Step (TNS®).

Nascia um novo movimento, que muitos chamam de uma “revolução silenciosa”. A partir do engajamento de empresários, estudiosos, jornalistas, artistas, mídia,
e com o apoio do Rei da Suécia, o documento foi enviado a cada residência ou escola do país. Foi criada então uma organização de consultoria, pesquisa e educação internacional com o mesmo nome - The Natural Step (TNS®), a fim de acelerar a jornada rumo a sustentabilidade global.

Atualmente, o TNS® está presente em 12 países: Austrália, Brasil, Canadá, França, Israel, Itália, Nova Zelândia, África do Sul, Suécia, Reino Unido e EUA. Peritos em sustentabilidade, cientistas e universidades trabalham em rede na criação de soluções, modelos inovadores e ferramentas que conduzirão a um futuro sustentável. O objetivo é manter saudáveis os ecossistemas e o tecido social global do planeta, capazes de sustentar a nós e às gerações futuras. No Brasil, o TNS® é representado pela Willis Harman House/ANTAKARANA (www.willisharmanhouse.com.br), uma organização voltada para a ampliação de consciência e contribuição no processo de construção de um futuro sustentável, por meio da representação de outras instituições internacionais dedicadas ao tema, além do TNS®.

Objetivo
A Estrutura do The Natural Step (TNS®) é uma abordagem científica e sistêmica ao planejamento organizacional para a sustentabilidade. Oferece um conjunto prático de critérios de planejamento que pode ser usado para orientar determinada ação para o alcance da sustentabilidade. Baseia-se fundamentalmente em uma avaliação integrada da situação atual em que se pretende atuar e na determinação da visão futura de sucesso por meio de uma metodologia chamada backcasting.

Observação – O TNS não tem o costume de colocar a análise para a sustentabilidade em níveis independentes, nos planos ambiental, social e econômico, pois acredita que a análise do sistema vai além das três instâncias
juntas.

O documento traz quatro condições essenciais para a sustentabilidade e sugere uma metodologia de planejamento para alcançá-los denominada backasting (pósvisão). Diferentemente do planejamento estratégico tradicional, que procura antever tendências futuras traçando cenários possíveis e ajustando a estratégia empresarial, esta metodologia parte da definição dos objetivos finais (o que seria um negócio sustentável) e então traça as estratégias organizacionais para atingi-lo.

O TNS trata os desafios na fonte de maneira que eles se transformem em oportunidades de inovação. Funciona como uma filosofia geral, cobrindo todo um sistema: princípios gerais que instruem a prevenção junto à fonte, tornando os problemas mais fáceis de solucionar (upstream) ou lidando com as conseqüências, impactos, numa forma complexa, que envolve a análise de ciclo de vida de produtos e serviços (downstream).

A estrutura do Natural Step auxilia indivíduos e organizações a enfocar questões-chaves ambientais e sociais por meio de uma perspectiva sistêmica; a reduzir o uso de recursos naturais, a desenvolver novas tecnologias e facilitar a comunicação da empresa. Fornece uma linguagem comum e princípios para auxiliar na mudança de práticas existentes e diminuir seu impacto no meio ambiente.

Conteúdo
A definição de quatro condições sistêmicas essenciais para a manutenção da vida na Terra é hoje, junto com uma metodologia ampla sobre como aplicá-las estrategicamente, parte de um consenso mundial e estão na estrutura de referência do TNS. São três componentes principais:

I. O Funil – O TNS usa uma ferramenta metafórica para entender melhor o atual drama ambiental e a nossa reduzida margem de manobra. A atual situação das pessoas na Terra pode ser vista como um funil com cada vez menos espaço de manobra, Essa situação é causada pelo fato de que os mecanismos que fornecem recursos essenciais à vida — e que permitem a continuidade da sociedade no planeta, como ar puro, água limpa e solo fértil — estão em declínio. Ao mesmo tempo, a demanda da sociedade por esses recursos e serviços está aumentando. A população da Terra é, atualmente, superior a 6 bilhões de pessoas, e está crescendo. Nossos níveis de consumo também estão em crescimento. Perceber que todos nós vivemos em um funil instiga as pessoas a serem mais estratégicas ao fazer escolhas e planos de longo prazo. O Natural Step acredita que, por meio da inovação e transformação ilimitada, podemos catalisar a mudança para a sustentabilidade.



II . Condições do sistema – O TNS trabalhou com cientistas para desenvolver um conjunto de princípios básicos, usados para ajudar a guiar as organizações no sentido da sustentabilidade. Na sociedade sustentável, a natureza não é sistematicamente submetida a graus cada vez maiores de:

1. Concentrações de substâncias extraídas da crosta terrestre - Os materiais extraídos devem ser controlados para que as concentrações de metais, minerais e fumaça de combustíveis fósseis não se acumulem, provocando danos à saúde e aos ecossistemas. É necessário permitir que os ciclos naturais se renovem. Objetivo – Eliminar nossa contribuição para os aumentos sistemáticos de concentrações de substâncias na crosta terrestre.

2. Concentrações de substâncias produzidas pela sociedade - Quando o homem produz substâncias químicas, remédios, plásticos, entre outros, precisa fazê-lo de uma maneira e em quantidades que não interfira no ciclo natural de decomposição na natureza. Objetivo – Eliminar nossa contribuição para os aumentos sistemáticos nas concentrações de substâncias produzidas pela sociedade.

3. Degradação por meios físicos - Não se deve plantar de maneira que o solo perca seus nutrientes ou que espécies sejam extintas, assim como a abertura de estradas ou construção de edifícios não devem interferir significativamente no meio ambiente. É preciso preservar os recursos existentes. Objetivo – Eliminar nossa contribuição para a degradação física sistemática da natureza, o que fazemos com colheitas excessivas, descarte de materiais estranhos ao local e outras formas de modificação.

4. As pessoas não são submetidas a condições que, sistematicamente, minam sua capacidade de satisfazer suas próprias necessidades além das necessidades de pessoas ao seu redor.

Aqui, as pessoas são chamadas a melhorar as maneiras pelas quais se satisfazem, e as empresas são convocadas a atender aos anseios dos clientes usando o mínimo possível de recursos.

Objetivo – Contribuir ao máximo para atender às necessidades humanas em nossa sociedade e em todo o mundo e, acima de todas as substituições e medidas tomadas para atingir os três primeiros objetivos, usar todos os recursos de maneira eficaz e razoável, com responsabilidade. Fonte:www.naturalstep.ca/systemconditions.html

III . Estratégias de implementação – O TNS criou e testou ferramentas específicas, usadas para integrar a sustentabilidade no planejamento estratégico e nos processos decisórios de organizações complexas. O processo de planejamento ABCD, que será explicado a seguir.



Passo-a-passo
É o terceiro componente da estrutura do TNS, um processo de planejamento ABCD:

A – Conscientização
• Você tem consciência da necessidade de práticas sustentáveis?
• Você tem consciência de que nossa margem de manobra está diminuindo?
• Qual o sistema em que você atua?

B – Mapeamento básico
• Qual é a nossa realidade atual?
• Estamos atendendo às Condições do Sistema?
Fonte: www.naturalstep.ca/implementation.html
• Pense (ou até mesmo mapeie) as atuais entradas e saídas de material e energia.

C – Crie uma visão clara e convincente
• Imagine como seria o seu futuro sustentável.
• Backcasting (Pós-Visão) – Agora, olhe para o momento atual, do ponto de vista DESSE futuro sustentável. Que medidas irão levá-lo do ponto em que você está hoje para onde você se imagina no futuro.

D – Mãos à obra
• Passos para a sustentabilidade – Como você gerencia e prioriza passos para a sustentabilidade?
• Comece com a “fruta ao alcance da mão”. Ou seja, os passos mais eficazes em termos de custo para a sustentabilidade que você pode dar imediatamente.



Resultado
Reconhecendo o valor de se alterarem comportamentos para refletir a compreensão de processos cíclicos ao invés de lineares, companhias de grande porte iniciaram o processo de incorporação das condições de sistema em suas práticas empresariais. Atualmente, na Suécia, The Natural Step (TNS®) tem transformado a forma que indivíduos, escolas, comunidades e empresas pensam sobre sustentabilidade. Mais de 70 municipalidades adotaram a estrutura, e 60 empresas — tais como IKEA, Electrolux, McDonalds, Scandic Hotels e OK Petroleum — estão utilizando ativamente o The Natural Step (TNS®). Mundialmente o TNS está representado em 12 países onde já existem empresas que implementaram ou estão em processo de implementação de sua estrutura. Caso emblemático nos EUA é a Interface Inc. — maior fabricante mundial de carpetes e forrações.

Referências
www.thenaturalstep.org
www.naturalstep.ca/framework.html
Texto Oswaldo Lucon 1999: www.iee.usp.br/biblioteca/
producao/1999/abstract/Lucon-ene.pdf

Contato e colaboração
The Natural Step Brasil
Willis Harman House / Antakarana
tns@willisharmanhouse.com.br
www.willisharmanhouse.com.br