Princípios e Diretrizes Setoriais

4.1 Introdução

Alguns setores têm-se estruturado para fazer avançar as práticas de responsabilidade social. Estas experiências demonstram a expansão do movimento e a consciência de que a responsabilidade social é uma preocupação dos empresários que desejam a sustentabilidade dos seus negócios no longo prazo.

Muitos empresários já sofrem pressão do mercado externo para manterem altos padrões de respeito ao meio ambiente e aos direitos humanos, o que se reflete na reorganização de procedimentos de trabalho e modernização de equipamentos e práticas menos prejudiciais aos ecossistemas.

Desta forma, estas iniciativas contribuem para o aumento das exportações e deixa mais transparente para a sociedade a forma como estes setores e suas cadeias produtivas trabalham, possibilitando ainda que o consumidor identifique artigos produzidos com respeito ao meio ambiente e aos direitos humanos.

O Instituto Carvão Cidadão (ICC) e o Instituto do Algodão Social (IAS) são exemplos de iniciativas dos próprios produtores e empresários pela responsabilidade social dos seus setores. Para incorporar os princípios da responsabilidade social no setor, estes institutos fornecem oientações aos seus membros e fiscalizam todas as etapas da cadeia de produção.

• O ICC foi criado por iniciativa de sete indústrias siderúrgicas do Maranhão, um dos estados que lideram o ranking do trabalho análogo ao escravo, segundo cadastro do Ministério do Trabalho (também conhecido como “lista suja”).

Além de fiscalizar, desde a extração do carvão mineral até seu beneficiamento final, o ICC também desenvolve um trabalho de inserção social das pessoas que se submeteram a esta forma de trabalho, oferecendo vagas para estes trabalhadores
nas siderúrgicas associadas para atuação em área de reflorestamento destas empresas.
www.carvaocidadao.org.br

• O IAS foi criado em setembro de 2005 por iniciativa da Associação Matogrossense
dos Produtores de Algodão. Seu objetivo é semelhante ao do ICC, ou seja, fiscalizar e conscientizar produtores de algodão sobre a importância da responsabilidade social e, principalmente, o respeito à legislação trabalhista e aos direitos humanos. Desde setembro até fevereiro de 2006, o Instituto já havia feito levantamento sobre relações de trabalho e adequação à legislação trabalhista em 167 fazendas.
www.algodaosocial.com.br

• Em breve, o Instituto ARES divulgará seus princípios e critérios para uma soja responsável com a missão de “contribuir para o desenvolvimento da sustentabilidade no agronegócio brasileiro através da produção de conhecimento, diálogo com a sociedade e comunicação”.
www.abiove.com.br

Além das iniciativas aqui apresentadas:

  • FCS - Forest Stewardship Council
  • IMCC - International Council on Minerals and Mines
  • CSI - Cement Sustainability Initiative
  • EP - Equator Principles

...várias outras iniciativas setoriais fazem parte do cenário mundial do desenvolvimento sustentável.